Conteúdo

Sobre a Comunidade

Em 2004, os gestores de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União e da Controladoria-Geral da União, representantes do Controle Externo e Interno do Poder Executivo, iniciaram processo de aproximação com vistas ao estabelecimento de canal efetivo para troca de informações de interesses de ambas as partes, visando, principalmente, alavancar o controle da gestão pública.

A iniciativa atraiu o interesse de outros órgãos do governo federal, resultando na criação da Comunidade de Gestores de Tecnologia da Informação Aplicada ao Controle da Gestão Pública, instituída em abril de 2006, que reúne representantes do TCU, da CGU, da Secretaria Especial de Informática do Senado Federal - Prodasen, da Procuradoria-Geral da República-PGR, do Ministério da Justiça-MJ, da Câmara de Deputados e do Supremo Tribunal Federal-STF.

Trata-se de uma comunidade de prática, com a finalidade de constituir uma ampla rede de auxílio mútuo na solução de problemas relativos à aplicação de TIC em órgãos da rede de controle. Além de franquear o acesso a um fórum de discussão entre pessoas que lidam com problemas similares, a estrutura facilita a aplicação das melhores práticas de trabalho relativas ao tema, com a vantagem de garantir fluxo mais dinâmico para a transmissão do conhecimento.

Com a ampliação do grupo, que passou a agregar a experiência de titulares de diversos órgãos do governo federal, ampliou-se também o escopo das ações a serem desenvolvidas, resultando na necessidade de se definir formalmente as bases da cooperação técnica com vistas a melhoras os resultados do sistema de controle na esfera federal. Assim, celebrou-se Acordo de Cooperação Técnica entre os membros do grupo, com foco nas seguintes ações:

  • formulação de processos de trabalho de comunicação entre os órgãos da comunidade, bem como provimento da infra-estrutura tecnológica para esses processos, que inclui a definição de formatos de intercâmbio de informações;
  • compartilhamento de conhecimentos e informações relativos a TIC, tais como melhores práticas, políticas internas, normativos internos, descrições de processos de trabalho, especificações técnicas e modelos de documentos e de artefatos;
  • compartilhamento de soluções de TIC e bases de dados;
  • identificação, modelagem e implantação de processos de trabalho que perpassem os órgãos do sistema de controle, bem como concepção e implantação das soluções de TIC necessárias para apoiar esses processos, como sistemas de informação;
  • elaboração de soluções para problemas comuns aos órgãos da comunidade, como problemas a respeito de governança de TIC, soluções de TIC para apoiar processos de trabalho finalísticos e meio dos órgãos, contratação de bens e serviços de TIC, aperfeiçoamentos de processos de trabalho e adoção de novos métodos e técnicas;
  • levantamento, elaboração e refinamento de conceitos e modelos de TIC, bem como a transferência desse conhecimento às áreas finalísticas dos órgãos do sistema de controle para que seja usado em processos finalísticos desses órgãos.

O Portal TIControle busca consolidar três objetivos:

  • Integração - referenciar o portfolio de serviços e a coleção de fluxos de informação que caracterizam o funcionamento da Rede de Controle;
  • Conteúdo - colecionar e facilitar o acesso à coleção de conteúdos que dão suporte à integração da Rede de Controle;
  • Colaboração - dar suporte ao desenvolvimento colaborativo de conhecimento de interesse da Comunidade, inclusive ao compartilhamento ou desenvolvimento conjunto de soluções de TI.
Conteúdo